Cipó de fogo e material reciclado são destaques na feira de artesanato do Forró do Peixe-Boi

Quem foi ao Forró do Peixe-Boi 2014 e visitou a feira de artesanato local, pôde conhecer um pouco dos trabalhos desenvolvidos pelos artesãos da Barra de Mamanguape (PB). Foram expostas peças que iam desde bordados com temáticas alusivas ao peixe-boi marinho a utensílios domésticos e objetos de decoração feitos com material reciclado e um arbusto bem comum da região conhecido por cipó de fogo.  As pelúcias de peixe-boi marinho produzidas pela Associação Eco-Oficina da Barra de Mamanguape também fizeram parte da exposição.

A feira aconteceu num estande em frente à Igreja da Barra de Mamanguape e chamou atenção dos visitantes. Poltronas de garrafa pet e retalhos de pano, toalhas bordadas, objetos de decoração feitos com marisco, luminárias e fruteiras de cipó de fogo. Para o artesão local Adriano Felipe, a feira veio contribuir para a valorização do artesanato local e geração de renda. “Não imaginei que tinha tanta gente interessada nos nossos produtos. Fiquei muito animado com o resultado. Nós vendemos bastante. Os moradores locais viram que os visitantes da feira valorizavam a nossa produção e que realmente nosso artesanato tem valor como negócio. Um tio meu, por exemplo, que um tempo atrás fazia balaio e cesto de cipó, quando viu o resultado da feira, disse que ia voltar a trabalhar com artesanato para poder participar na próxima edição”, disse Adriano. 

O artesão conta que depois da feira de artesanato, houve um aumento significativo no número de clientes. “Tem pessoas me procurando porque receberam indicação de amigos que viram o meu trabalho na feira. Ainda estou entregando encomendas e penso em fazer uma página na internet para divulgar o meu trabalho”, complementou Adriano, que também fez parte da comissão organizadora do evento. “Foi a primeira vez que participei como organização. Achei a festa muito importante para a conservação dos animais, mostrar que o peixe-boi marinho traz algo de bom pra cá... Tem também a questão da cultura, a integração da comunidade, a geração de renda e a interação das pessoas com o Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho”, avalia o artesão. O Forró do Peixe-Boi 2014 foi uma articulação entre a comunidade, o comércio local e instituições públicas em parceria com a Fundação Mamíferos Aquáticos, que está atuando no litoral paraibano com o Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho – patrocinado pela PETROBRAS, através do Programa Petrobras Socioambiental e o apoio do Governo Federal.

Foto: Acervo FMA