Cine Peixe-Boi promove sessão especial para crianças da Barra de Mamanguape

No feriado do Dia do Trabalhador, as crianças das comunidades da Área de Proteção Ambiental da Barra do Rio Mamanguape terão uma programação diferenciada: uma sessão especial de cinema com clássicos infantis e filmes eco educativos.  Os filmes serão exibidos, gratuitamente, a partir das 15h, na unidade da Fundação Mamíferos Aquáticos, na Barra de Mamanguape (PB). Neste dia, o espaço será transformado em uma sala de cinema, com direito a pipoca e tudo mais. A iniciativa é do Projeto Cine Peixe-Boi, desenvolvido por jovens ambientais da região, com apoio do Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho – que está sendo realizado pela Fundação Mamíferos Aquáticos e patrocinado pela PETROBRAS, através do Programa Petrobras Socioambiental e o apoio do Governo Federal, em prol da conservação do peixe-boi marinho no Nordeste do Brasil.


O Cine Peixe-Boi nasceu durante a Oficina de Agentes Ambientais do Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho com o objetivo de promover exibições itinerantes de filmes com temas ecológicos, culturais e socioambientais nas comunidades localizadas na APA Barra de Mamanguape e entorno. A ideia é sensibilizar o público sobre a importância da conservação do peixe-boi marinho e do meio ambiente, levando a cultura do audiovisual a comunidades, distantes dos grandes centros urbanos, que não possuem acesso a cinema. Numa próxima etapa, o projeto também pretende oferecer oficinas de criação de vídeos artesanais, com utilização de equipamentos simples e domésticos, como câmeras de celular, onde a própria comunidade produza seus pequenos filmes e possa se enxergar num processo criativo.  

Conservação do peixe-boi marinho – O peixe-boi marinho é considerado o mamífero aquático mais ameaçado de extinção no Brasil. Um dos principais motivos para que o animal ocupe o status de criticamente ameaçado de extinção no país são os impactos ambientais provocados pelo homem, a exemplo do lixo, esgoto e substâncias tóxicas lançadas nos mares e nos rios;  circulação intensa de embarcações motorizadas nos locais de ocorrência da espécie; degradação dos manguezais; destruição da mata ciliar; construções desordenadas em praias e estuários; perda de habitat (estuários e áreas costeiras); captura acidental em redes de pesca.


A APA da Barra do Rio Mamanguape é uma região com atributos ecológicos que propiciam a existência da espécie, mas que há algum tempo vem sofrendo impactos ambientais em decorrência de ações antrópicas.  Para evitar a extinção da espécie no Nordeste do Brasil, a FMA elaborou o Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho, uma estratégia de conservação e pesquisa que está em atividade no litoral paraibano, desde fevereiro de 2013, com uma base executora na Barra de Mamanguape. O Projeto - patrocinado pela PETROBRAS, através do Programa Petrobras Socioambiental e o apoio do Governo Federal - apresenta ações inovadoras que vão além do desenvolvimento de pesquisa e tecnologia, contemplando, também, as esferas da educação ambiental, sustentabilidade, promoção da cidadania e inclusão social.  

Foto: Karlilian Magalhães/ Acervo FMA