Instituições ambientais do Amazonas visitam a Barra de Mamanguape

A equipe do Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho e a comunidade da Barra de Mamanguape receberam, recentemente, a visita de duas instituições do Amazonas, que foram até o litoral norte da Paraíba para conhecer de perto a região e os trabalhos ali desenvolvidos pela Fundação Mamíferos Aquáticos. Durante a estada, Jone César, da Associação Amigos do Peixe-Boi (AMPA), e Eduardo Von Mühlen, do Instituto Piagaçu, visitaram a base da FMA na localidade, conversaram com a equipe do Projeto sobre as ações e atividades desenvolvidas e fizeram um passeio de barco pelo estuário da Barra do Rio Mamanguape, onde puderam ver o manguezal e os peixes-bois marinhos em ambiente natural. 


Os visitantes também conheceram a Eco-Oficina Peixe-Boi & Cia - uma ação de cunho socioambiental desenvolvida, desde 1994, pela FMA junto à comunidade local com o objetivo de promover a geração de renda sustentável para mulheres da região a partir da produção de bonecos de pelúcia alusivos ao peixe-boi e outros mamíferos aquáticos. A AMPA apoia esta iniciativa há algum tempo, comprando pelúcias de peixe-boi amazônico como estratégia de sensibilização para preservar a espécie.

Intercâmbios como esse são fundamentais para o fortalecimento de parcerias e iniciativas em prol da conservação dos mamíferos aquáticos e do meio ambiente. “A visita da AMPA é importante para estreitar os laços com instituições que trabalham para o mesmo fim. Neste encontro, pudemos conversar sobre projetos em comum que estão em andamento”, disse Daniela Araújo, técnica de Inclusão Social do Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho, patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental. 


AMPA - A Associação Amigos do Peixe-Boi apoia e coordena atividades de pesquisa científica e de educação ambiental com o peixe-boi da Amazônia (Trichechus inunguis) e com os outros mamíferos aquáticos existentes na região: lontra neotropical (Lontra longicaudis), ariranha (Pteronura brasiliensis), tucuxi (Sotalia fluviatilis) e boto-vermelho / cor-de-rosa (Inia geoffrensis).  É responsável pela criação da Campanha Alerta Vermelho (www.alertavermelho.org), que visa exterminar a matança de Botos vermelhos (cor-de-rosa) que são mortos e utilizados como isca na pesca de bagres carniceiros na Amazônia.


Instituto Piagaçu Sediado em Manaus, o Instituto tem como missão apoiar e desenvolver ações para a defesa, elevação e manutenção da qualidade de vida humana, dos recursos naturais e do meio ambiente rural e urbano, através de atividades, programas e projetos de educação ambiental, pesquisas científicas básicas e aplicadas, formação profissional especial e formal visando a preservação, a conservação e o manejo ambiental.

Foto: Acervo FMA.