Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias: Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho promoverá ações especiais na Paraíba, Sergipe e Bahia

Estimativas apontam que até 2050 haverá mais plástico do que peixes nos oceanos. Um dado preocupante que precisa ser discutido todos os dias e é um dos grandes desafios da Década do Oceano (2021-2030). Só para se ter uma ideia, muitos dos animais marinhos atendidos pela ONG Fundação Mamíferos Aquáticos apresentam problemas por terem interagido com o lixo. Alguns se machucam, outros confundem com comida e acabam ficando doentes e até morrendo. Nos dias 15, 16, 18, 19, 28 e 29 de setembro, o Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho – realizado pela Fundação Mamíferos Aquáticos em parceria com a Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental – estará provocando a reflexão e discutindo o tema em comunidades litorâneas dos estados da Paraíba, Sergipe e Bahia ( regiões onde monitora, diariamente, peixes-bois marinhos reintroduzidos e as condições de seus habitats, o mar, manguezais, praias e estuários), promovendo ações especiais em menção ao International Coastal Cleanup Day, o Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias, evento que acontece em diversas praias do mundo, coordenado pela ONG Ocean Conservancy.

Toda a sociedade pode participar. Este ano, por conta da pandemia, os voluntários poderão contribuir de diversas formas, seja baixando o aplicativo Clean Swell no GooglePlay , digitando no campo "grupo" a sigla FMA e contabilizando as suas coletas em qualquer praia do Brasil no período mencionado; seja participando presencialmente da tradicional limpeza de praias, com todos os cuidados de segurança (máscaras, luvas, álcool em gel, distanciamento social) ou ainda com esquemas especiais de coletas de resíduos nas residências de algumas comunidades e também em drive thru. Para quem vai participar presencialmente, além das medidas de segurança sanitária, é indicado ir pra a ação de limpeza de praias com um calçado confortável, boné, roupas leves, passar protetor solar e trazer a sua garrafa de água. Atenção para a programação de cada estado:

PARAÍBA -  No dia 15|09, a partir das 8h, a equipe do PVPBM fará uma campanha de coleta seletiva de resíduos sólidos nas casas dos moradores da comunidade da Barra de Mamanguape, na cidade de Rio Tinto. Já no dia 16|09, às 9h, haverá uma ação presencial de limpeza nas áreas de restinga, praia e manguezal em conjunto com condutores de turismo da AGEAPA, na aldeia de Coqueirinho, na Ilha do Amor, município de Mataraca. No dia 18|09, às 8h, na praia da Barra de Mamanguape, haverá ação especial de limpeza com as crianças da comunidade (a concentração é na base da FMA).  No dia 19|09, à 9h, a limpeza de praia será realizada na cidade de Cabedelo, nas praias de Ponta de Campina e Camboinha (a concentração é no Restaurante Lovina).

SERGIPE - A ação presencial de limpeza de praia acontecerá no dia 18|09, das 8h às 12h, em  Aracaju, na praia de Aruana (a concentração é no Bar Solarium). Neste mesmo dia, em  Aracaju, também será disponibilizado um esquema de drive-thru, numa estrutura montada na altura do Bar Solarium, no qual o voluntário poderá entregar o lixo que separar em sua casa sem nem precisar sair do carro.  

 BAHIA - 27|09, a partir da 9h, será realizada uma campanha para coleta seletiva de resíduos nas casas dos moradores do povoado de Coqueiros, em Jandaíra.  No dia 28|09, às​​ 9h, acontecerá uma ação presencial de limpeza de praia no trecho da faixa litorânea de Coqueiro, em Jandaíra. No dia 29|09, às 9h, a ação presencial  de limpeza de praia é no povoado de Mangue Seco, em Jandaíra.  

Todo o material coletado durante as ações nos três estados será pesado e passará por gravimetria. Tudo será anotado. As informações serão encaminhadas para a Ocean Conservance, que compilará o resultado de todos os voluntários do planeta e enviará para o banco de dados mundial da ONU. O Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias é uma ação simbólica e totalmente voluntária que tem como principal objetivo sensibilizar e alertar a população para a importância do descarte correto de resíduos. Esta ação também visa provocar mudanças de atitude e gerar a reflexão sobre as consequências negativas que o lixo ocasiona no meio ambiente e como podemos minimizar ou anular tais impactos. 

O Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho – realizado pela Fundação Mamíferos Aquáticos em parceria com a Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental – é uma estratégia de conservação e pesquisa para evitar a extinção da espécie no Nordeste do Brasil. Atua nas áreas de pesquisa, tecnologia de monitoramento via satélite, manejo, educação ambiental, desenvolvimento comunitário, fomento ao turismo eco pedagógico e políticas públicas. Conta com o apoio da APA da Barra do Rio Mamanguape, Arie Manguezais da Foz do Rio Mamanguape, CEPENE/ICMBio e Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Monitoramento Ambiental da Universidade Federal da Paraíba (PPGEMA - UFPB).   Para acompanhar as ações e atividades do Projeto, acesse: www.vivaopeixeboimarinho.org e @vivaopeixeboimarinho (fanpage e instagram).