Carnaval das Crianças movimenta a comunidade da Barra de Mamanguape, na Paraíba, e o povoado de Coqueiro, na Bahia

Diante de uma pandemia e da tensão de uma guerra no outro lado do mundo, o feriado de carnaval no Brasil foi bem diferente este ano. Mas para não passar despercebido e manter o espírito do carnaval (que é cultural no Nordeste) vivo nas crianças, o Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho organizou uma festa brincante, com uma programação lúdica e cultural pensada para o público infantil das comunidades onde possui bases estratégicas voltadas para a conservação da espécie. E tudo pensado respeitando os protocolos de segurança para a saúde. 

Na Barra de Mamanguape, litoral norte da Paraíba, a festa aconteceu pela manhã, das 8h às 10h, e teve oficina de máscara carnavalesca, oficina de pintura em papel, apresentação do Coco de Roda da Barra, Bloco do Urso Branco e o cortejo do Bloco Infantil do Peixe-Boi pelas ruas na comunidade. Os pequenos estavam bastante animados e envolvidos com toda a produção. Já no povoado de Coqueiro, no litoral norte da Bahia, as crianças, que estavam todas fantasiadas, tiveram uma tarde carnavalesca com brincadeiras lúdicas e sessão especial do Cine Peixe-Boi. Um dia colorido de amor, alegria e espírito brincante. As crianças sempre ensinam os melhores caminhos.  Ver vídeo

O Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho – realizado pela ONG Fundação Mamíferos Aquáticos em parceria com a Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental – é uma estratégia de conservação e pesquisa para evitar a extinção da espécie no Nordeste do Brasil. Atua nas áreas de pesquisa, tecnologia de monitoramento via satélite, manejo, educação ambiental, desenvolvimento comunitário, fomento ao turismo eco pedagógico e políticas públicas. Possui uma base executora na Área de Proteção Ambiental da Barra do Rio Mamanguape (no litoral norte da Paraíba) e também unidades de apoio nos estados de Pernambuco (Recife), Sergipe (Aracaju) e Bahia (Jandaíra). Conta como apoio da APA da Barra do Rio Mamanguape, Arie Manguezais da Foz do Rio Mamanguape, Cepene/ ICMBio e Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Monitoramento Ambiental da Universidade Federal da Paraíba. Para acompanhar as ações e atividades do Projeto, acesse: www.vivaopeixeboimarinho.org e @vivaopeixeboimarinho (fanpage e instagram).